Familia Tipografica Frutiger

Quem falou em Torre Eiffel? Ao chegar a Paris e antes de deixar Paris, todos os olhares se voltam para ela: Frutiger Font Family. Em 1968, atendendo a pedidos especiais, o famoso tipógrafo suíço Adrian Frutiger ficou encarregado de desenhar o sistema de direcionamento e sinalização por placas no interior do novo aeroporto parisiense antes chamado de Roissy e depois rebatizado de Charles de Gaulle Internacional Airport. O tipo precisava ser principalmente, legível a longas distâncias e de todos os ângulos, e cujos caracteres fossem reconhecidos isoladamente por quem passasse rápido, por quem estava com pressa e de certa forma distraído pela arquitetura complexa do aeroporto. Adrian Frutiger optou por não usar nenhuma de suas criações anteriores e decidiu elaborar um fonte nova, exclusiva e do zero! Os resultados foram tão evidentes e satisfatórios que fez crescer a demanda pelo typeface, tanto para material impresso quanto para sistemas de direção, placas e navegação. A fonte originalmente chamada de Roissy devido ao aeroporto foi terminada em 1975, mas Adrian ainda continuou a desenvolver a família e no mesmo ano fora instalada no aeroporto. Em 1976 a Roissy foi lançada ao público como “Frutiger”, um homônimo digno. Em 1977 entrou para a Linotype Gallery já rebatizada para Frutiger.

Adrian desenhou cada peso à mão, sempre ciente de como as formas seriam se  fossem cortadas ou entalhadas em metal ou pedra. Devido a este cuidado extra para infundir um toque de humanidade em suas sans-serif formas, o typeface permanece novo e atraente até hoje. Os ascendentes e descendentes são muito proeminentes, e as aberturas são largas para distinguir facilmente as letras umas das outras. A diferença de espaçamento de letras pode ser visto ao se comparar a Frutiger 45 Light e a Frutiger 55 Roman. A Linotype e Adrian Frutiger decidiram reformular a família Frutiger para a Série Platinum, como haviam feito anteriormente com a Linotype Univers. A família tipográfica com seus pesos mais harmonizadas tornou-se disponível como Frutiger Next em 1999. Os pesos em itálico foram reformulados em um formato itálico mais verdadeiro do que as versões originais oblíquas. Adrian Frutiger desenvolveu um sistema de dois dígitos para diferenciar os pesos de suas fontes. A base do sistema é de 55, o centro de uma fonte romana vertical. O primeiro dígito da classificação expressa a espessura dos pesos, por exemplo, 4 é leve, 5 é regular, e 9 é preto. O segundo dígito descreve o tipo de peso, por exemplo, 6 está em itálico, 7 é condensado.

A família possui 14 pesos e 14 fontes acompanhantes incluindo caracteres centro-europeus e acentos. Outras 14 fontes acompanhantes em Cirílico estão disponíveis também. Além de diversas variações e melhoramentos: Frutiger Neue, Frutiger Arabic, Frutiger Greek…

Devido à complexidade e a importância da informação que estava sendo passada, a Frutiger é uma fonte sem serifa com traços humanista (também chamada de caligráfica ou Veneziana) que traz clareza e legibilidade ao material ao qual foi empregada. Características essas que foram extraídas da criação anterior de Adrian, a Univers, acrescidas de outras características exportadas da Gill Sans como os aspectos orgânicos e proporcionais. A frutiger é simples, legível,com caracteres calorosos e casuais o que fez dela muito popular para propagandas e impressões em tamanhos menores.

Alguns usos principais da Frutiger estão na identidade corporativa da Raytheon, o Serviço Nacional de Saúde na Inglaterra, Telefónica O2, a Marinha Real Britânica, a London School of Economic and Political Sciences, a Canadian Broadcasting Corporation, o conservador Partido do Canadá, o Banco Bradesco no Brasil, pelas Forças Armadas Finlandesas e nos sinais de trânsito na Suíça. A fonte também tem sido usado em toda a rede de transportes públicos em Oslo, na Noruega desde os anos 1980. Também marca presença nos logotipos de websites famosos como o  Dropbox, Flickr e Techcrunch. Em 2008, foi eleita a quinta fonte mais bem vendida pela fundação Linotype.

Referências:

http://dezine.home.xs4all.nl/images/frutiger%20next.pdf

http://s3images.coroflot.com/user_files/individual_files/324063_3mIS3bdLvWSGCiu0AFHLptqUF.pdf

http://classes.dma.ucla.edu/Winter07/155/projects/kelly/AdrianFrutiger.pdf

http://www.fonts.com/NR/rdonlyres/773D6276-4D27-4D92-B3EA-C5FE45C6E07F/0/FrutigerNeuespecs10.pdf

http://www.jeanniejeannie.com/wp-content/uploads/2011/01/jeanniejeannie-2011-Type-Calendar.pdf

http://www.andrew.cmu.edu/user/abickert/Personal/Frutiger/frutiger.pdf

http://www.linotype.com/469/Frutiger-family.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Frutiger#External_links

http://bravetiger78.files.wordpress.com/2011/03/jeremy-tercey.pdf

http://typophile.com/node/13517

http://typophile.com/node/79593

http://typophile.com/node/29233

http://www.fonts.com/font/linotype/frutiger

Anúncios

Um comentário sobre “Familia Tipografica Frutiger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s